Grant Gustin está aberto para interpretar outro super-herói depois de The Flash

Grant Gustin não terminou de salvar o mundo – ele só precisa de outro alter ego de super-herói depois que The Flash terminar.

O ator por trás do super-herói titular do Flash pendurou seu traje de Velocista Escarlate em março, quando terminou de filmar o final da série do último show do Arrowverse da CW. Mas ele disse à EW em nossa última reportagem de capa que estaria aberto para interpretar Barry Allen novamente no futuro – ou qualquer outro super-herói, nesse caso.

“Não vou dizer que vou desistir de vez”, diz Gustin. “Não tenho ideia do que o futuro reserva. E nem mesmo relacionado ao Flash – tantas pessoas perguntam o que eu queria fazer quando este capítulo terminasse e como provavelmente não gostaria de fazer coisas de super-herói novamente, mas não, Eu cresci fã desse gênero. Eu amo esse gênero, amo coisas de ficção científica, amo coisas de super-heróis, então estaria aberto a fazer qualquer coisa de super-herói novamente, Flash ou qualquer outra coisa, desde que fosse um personagem que me entusiasmasse. Sinceramente, adoraria que alguém me ligasse sobre alguma coisa relacionada ao Flash em algum momento.”

Mesmo que ele tenha decidido acabar com The Flash depois de interpretar o personagem por uma década, ele sabe que este capítulo de sua vida nunca terminará. “Independentemente de eu colocar o traje novamente ou não – e eu amo isso – estarei associado ao personagem pelo resto da minha vida”, diz o ator. “Não importa o que mais eu faça na minha carreira, provavelmente será a coisa pela qual serei mais reconhecido, apenas por causa do impacto do personagem no traje. E isso não tem nada a ver comigo. Isso é apenas o legado do personagem. Portanto, qualquer um que queira me ligar sobre o Flash, eu atenderei o telefonema e os ouvirei.”

Gustin ficou orgulhoso de assumir o papel em live-action de John Wesley Shipp, que estrelou como o Barry Allen original no programa da CBS de 1990, The Flash, especialmente porque Shipp voltou décadas depois para interpretar seu pai na tela, Henry Allen (junto com várias versões do herói de quadrinhos) em sua série da CW. Essa passagem da tocha significou tanto para Gustin que ele adoraria acabar seguindo o exemplo de Shipp no futuro… se ele tiver essa chance, quero dizer.

“John foi incrível desde o início – algumas das minhas cenas favoritas da série até hoje são as coisas de Barry e Henry da primeira e segunda temporada”, diz Gustin. “E então ele fez tantas coisas incríveis como Jay Garrick e então vimos seu Barry Allen. Sou muito grato pela maneira como ele me tratou e pelo respeito que demonstrou por mim, pelo apoio que me deu. Ele sempre foi um dos minhas pessoas favoritas para ver em um roteiro e saber que eu iria trabalhar com ele, então poder tentar ocupar esses lugares e ser o que ele foi para mim para outra pessoa no futuro é algo que eu levaria muito a sério, sabendo o impacto que ele teve sobre mim.”

Mas se Gustin tiver a oportunidade de interpretar um super-herói diferente e não relacionado ao Flash, ele gostaria de trocar o macacão vermelho de Barry por outro.

“Eu sei que é a Marvel e não a DC, mas o Homem-Aranha sempre foi algo que eu amei”, diz ele, antes de acrescentar, “do qual já superei a idade”. Ele aponta para os filmes animados do Spider-Verse como uma maneira de se juntar às fileiras dos Homens-Aranha. “Apenas vendo o personagem de Jake Johnson e o personagem de Chris Pine nesses filmes, dois atores que amo, se houvesse um [projeto] live-action onde eu pudesse interpretar uma [versão] mais antiga… mas eles também fizeram isso no filme de Tom Holland com mais dois dos meus atores favoritos, Andrew Garfield e Tobey Maguire.”

Fonte: Entertainment Weekly

Tradução e adaptação: Grant Gustin Brasil